7 Fatos sobre a Cannabis Medicinal

Descubra os 7 fatos essenciais sobre a Cannabis Medicinal! Conheça o sistema endocanabinoide, os incríveis benefícios do THC e a fascinante história na medicina. Saiba como a cannabis pode tratar com menos efeitos colaterais e desafiar o preconceito. É hora de educar e informar sobre seus poderes terapêuticos!   

1- Sistema Endocanabinoide: 

Todos os mamíferos possuem um sistema chamado Endocanabinoide, que é ativado pelos canabinoides encontrados na planta de cannabis. Esse sistema regula funções importantes como temperatura corporal, fome, sono, sensibilidade à dor e imunidade, podendo até ter efeito neuroprotetor.  

2Benefícios do THC:

Apesar de ter sido estigmatizado, o THC (Delta-9-Tetraidrocanabinol) possui propriedades medicinais valiosas. É recomendado para controlar dores ortopédicas e neurológicas, relaxar os músculos e melhorar o sono, desde que usado em doses adequadas. Além disso, pode ser benéfico para aumentar o apetite e reduzir náuseas em certos quadros clínicos.  

3História na Medicina: 

A cannabis já foi amplamente utilizada na história da medicina. Desde o antigo livro chinês Pen-ts’ao Ching, escrito entre 206 a.C. e 220 d.C., até sua inclusão na farmacopeia americana até 1942. No entanto, sua popularidade diminuiu no ocidente após 1930, coincidindo com o crescimento da indústria farmacêutica. 

4Menos Efeitos Colaterais: 

Ao comparar com medicamentos convencionais, a  cannabis medicinal geralmente apresenta menos efeitos colaterais, além de não haver risco de overdose. Isso se deve aos extensos processos de testagem e qualidade dos  produtos medicinais, que garantem pureza e dosagem seguras. 

5- Tratamento de Dependência:

O CBD ganhou destaque recentemente devido ao  seu potencial no tratamento do abuso de drogas e álcool. Acredita-se que o CBD seja  eficaz na redução da ansiedade e do estresse relacionados ao uso de drogas, além de exercer atividade antidepressiva. Ele também influencia os circuitos cerebrais  envolvidos no desejo e comportamentos relacionados ao uso de drogas. 

6- Desafio do Preconceito:

O maior obstáculo para a cannabis medicinal é o  preconceito e a falta de informação sobre seus benefícios. Durante mais de um século, a planta foi alvo de propaganda enganosa motivada por interesses econômicos e preconceitos infundados. É essencial tratarmos a cannabis como uma opção terapêutica legítima e combater o medo gerado por décadas de desinformação, por  meio da educação. 

7- Cannabis vs Maconha:

A cannabis e a maconha são frequentemente confundidas, mas na realidade a cannabis é o nome científico da planta (Cannabis Sativa L). A cannabis medicinal refere-se aos componentes da planta utilizados para fins terapêuticos. É importante escolher matérias-primas orgânicas, cultivadas sem agrotóxicos, e seguir as formulações legalmente permitidas, com orientação médica e doses adequadas às necessidades individuais. 

 Lembre-se: A segurança está no uso adequado! Sempre consulte um profissional de saúde. 

Deixe uma resposta

× 6 = 6